Há alguns dias colocamos no ar o Post 10 Mandamentos do Fabricante de Equipamentos para Automação Comercial. Você pode visualiza-lo clicando aqui.

Hoje vamos aos 10 Mandamentos do Distribuidor de Automação Comercial.

    1. Não venderás direto para o Cliente Final e, se resolver fazê-lo, que deixes claro que trabalhas dessa forma;
    2. Não prometerás para fabricantes coisas que não sabe fazer. És na tua precipitação que começam todos os problemas;

  1. Ensinarás o seu Canal a agenciar de forma consciente. De que adiantas oferecer a opção e não ensinar teu Canal a recompor seu custo operacional?
  2. Não ficarás com a bunda na cadeira esperando seu Canal apenas enviar pedidos. Sejas pró ativo: converse com seu parceiro;
  3. Não precisarás fazer visitas para estar perto de seus Canais. Já há no mercado uma tecnologia chamada Skype que resolve isso. Já ouvires falar?
  4. Não ficarás bravo quando o Canal começar a privilegiar outro Distribuidor. Provavelmente a culpa serás sua;
  5. Não dirás que és um Distribuidor de Valor se de fato não fores. Entregar valor e fazer Full Fillment de forma eficiente são coisa bem diferentes;
  6. Caso queiras voltar a ser um distribuidor de valor escutarás seu Canal. As respostas estão com eles;
  7. Venderás para o seu Canal aquilo que ele precisa comprar e não o que você precisa vender. Caso contrário não culpes o Canal depois por procurar outro Distribuidor;
  8. E o mais importante: Diferencies teu Canal por volume. Se o fabricante não tem coragem de fazer isso faças você. Quem vende mais certamente compra mais e deves comprar mais barato. És na tua hesitação neste assunto que moram grande parte dos problemas que os Canais enxergam em ti.

Epílogo: Fabricantes e Distribuidores precisam valorizar seus produtos. A “democracia exagerada” do mercado de automação comercial, onde todo mundo pode vender o que quiser machucou o mercado. Quer vender este coletor? Certifique-se. Quer vender essa tecnologia de monitoramento? Faça curso. Deixar o Canal livre para fazer o que quiser com o produto que quiser é péssimo para o mercado.

Não acredita? Pois então vamos falar de você. Como trata algo que vem fácil demais? Qual a atenção que dá quando algo está acessível a sua mão quando quiser? Você realmente tem o mesmo desejo por algo quando ela está fácil na prateleira do que quando você precisa conquistar de fato? Tem certeza? Então compare sua felicidade em conquistar uma certificação em um MBA com uma certificação de um fabricante. O exemplo é absurdo? Ok. O que pode te dar mais dinheiro?

Pense nisso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.