Seja você alguém que está pensando em abrir uma empresa para trabalhar com automação comercial ou é dono de uma empresa que já trabalha com tecnologia e quer colocar automação comercial no seu portfólio sem dúvida esse post é para você.

Vou detalhar o passo a passo para fazer isso sem esconder nada. Mas, primeiro, quero te fazer uma pergunta e preciso que seja sincero. Você sabe MESMO o que é automação comercial?

Digo isso porque algumas pessoas me procuram dizendo que querem começar a trabalhar com automação comercial mas sabem pouco sobre o assunto.

Apenas identificaram como uma boa oportunidade, porque um cliente falou, ou um amigo disse, mas não se aprofundaram no tema. Se esse é o seu caso não se preocupe: você pode tirar as suas dúvidas lendo esse outro post que preparei sobre o assunto.

Agora que você já sabe de verdade o que é automação comercial vamos ao passo a passo:

Escolha os Fornecedores

Você precisará escolher os fornecedores de equipamentos e sistemas com quem irá trabalhar.

A boa notícia é que não faltam opções. A má notícia é que se você não tiver foco, vai acabar se perdendo nesse processo.

Para facilitar vou te dar uma recomendação pessoal: preocupe-se única e exclusivamente com o apoio pré e pós venda que você terá no começo.

Parece óbvio mas não é. Alguns fornecedores possuem ótimas estruturas de pré e pós venda e outros nem tanto assim. E mesmo para os Autodidatas, começar a trabalhar com automação comercial sem apoio pode ser bem complicado.

Por isso investigue com os fornecedores:

Dica: em cada região do Brasil existem marcas que sobressaem. Isso está totalmente atrelado ao trabalho feito pelas Revendas de Automação Comercial já estabelecidas.

Então você precisa refletir se você quer ser mais um oferecendo as marcas que já vendem na sua região ou se prefere introduzir uma nova marca.

Opinião pessoal: se está começando reme na onda. Comece oferecendo aquilo que já vende. Tentar remar contra a maré para quem está começando é um tiro no pé. Obs.: isso vale apenas para equipamentos, software não. Falarei mais sobre isso daqui a pouco.

Agora, vamos a escolha dos fornecedores.

Fornecedores de Equipamentos

Você tem duas opções básicas para revender equipamentos: comprar de um distribuidor ou de um fabricante direto.

Alguns fabricantes possuem linhas bem extensas de produtos que podem, basicamente, automatizar uma loja de ponta a ponta. E alguns deles, inclusive, atendem as revendas diretamente.

Pessoalmente, recomendo essa opção para quem está começando apenas se na sua região houver um executivo do fabricante próximo, alguém que te visite e te ajude a desenvolver negócios.

Vou dar um exemplo: há alguns anos atrás a Elgin tinha uma estrutura muito bem montada em Ribeirão Preto. O Executivo regional era muito bom. Com isso, a Elgin acabou tendo sucesso entre as revendas e, para essas, comprar direto da Elgin acabou sendo um excelente negócio, pois havia o executivo regional para ajudar.

A Elgin, inclusive, é um dos fabricantes que recomendo os revendedores procurarem para conversar. Para falar com a Elgin clicar aqui.

Outra possibilidade é conversar com a Control ID. Para falar com eles basta clicar aqui. Lembrando que a Control ID não possui linha completa de equipamentos, mas é possível ter uma parceria para comprar parte dos equipamentos direto e parte através de distribuidor.

Uma terceira possibilidade é falar com a Sweda, fabricante mais tradicional do nosso mercado, com mais de 85 anos de atuação. Para falar com a Sweda é fácil, é só clicar aqui.

Agora, supondo que em sua região (ou próximo dela) não tenha executivo de nenhum fabricante, sua melhor opção será comprar de um distribuidor. E aí meu amigo, opções não faltam. São elas:

Não coloquei o link acima de propósito. O motivo é simples: prefiro que você vá ao Google e pesquise sobre cada uma das empresas. Todas elas possuem telefones de contato específicos para novos revendedores.

Basta ligar no telefone indicado, apresentar-se e dizer que quer começar a revender. Você será direcionado para algum vendedor interno, que vai te passar os documentos necessários para cadastro.

Uma vez o cadastro concluído certamente você receberá um usuário e senha para acessar seu painel do revendedor, onde terá acesso a informações importantes como tabela de preços, política de pagamentos e parcelamentos, frete, etc…

Dica importante: Escolha 2 distribuidores para começar pois “quem tem um não tem nenhum”.

Critérios para escolha:

Importante: exija do vendedor que irá te atender um breve treinamento básico de como colocar um pedido, tempo de resposta para aprovação de crédito, tempos médios para entrega, etc… Isso é muito importante para você entender duas coisas: prazo de entrega que você poderá dar para o seu cliente e passo a passo da “burocracia” de cada distribuidor.

Também é importante você saber que é possível agenciar suas vendas, que é basicamente colocar o pedido no distribuidor e ele faturar diretamente para o seu cliente, te pagando uma comissão pela venda.

Existem casos onde o agenciamento é totalmente recomendado. Inclusive, tem um vídeo no meu no canal do YouTube falando sobre o tema. Basta clicar aqui e procurar agenciamento.

Dito isso, quando escolher os 2 distribuidores minha próxima recomendação é começar com marcas que possuem um conjunto maior de produtos. São elas: Elgin, Tanca / Jetway (mesmo grupo), POS Tech e Gertec.

Trabalhando com essas marcas você terá diversas opções de produtos para experimentar e conseguirá levar para o seu cliente uma “solução completa” de hardware.

Informação importante: a Scansource tem uma ferramenta muito legal para quem está começando chamada Scansource Box.

Não quero com isso influenciar ninguém a tomar uma decisão pela Scansource como parceiro prioritário mas não podemos fechar os olhos: o Scansource Box ajuda e muito quem está começando a atuar com automação comercial. Tire suas próprias conclusões clicando aqui.

Escolhido os fornecedores de equipamentos agora você precisa escolher os fornecedores de sistemas.

Fornecedores de Sistemas

Já ouviu aquela frase: Dorothy, cuidado com o buraco do coelho? Pois é. A alusão feita no Mágico de Oz é maravilhosa. Você passa por um buraco estreito, bem apertado e, quando sai do outro lado surpresa: um admirável mundo novo de infinitas possibilidades se abre.

Bom, nada poderia ser mais parecido com a escolha de um parceiro de Software do que isso.

E, de verdade, eu não quero te deixar sozinho nessa escolha. E não vou fazer isso. Mas também preciso que você entenda que boa parte dessas empresas foram, são ou poderão ser clientes da Multipliko e seria deselegante (e pouco lucrativo, rs) direcionar sua escolha apontando falhas de uma ou outra empresa.

Tendo isso em mente eu vou indicar o nome de 5 empresas aqui que fazem um trabalho sério com canais, com foco em varejistas de pequeno e médio portes. E aí meu amigo, escolher a melhor opção para a sua empresa será com você e só com você, fechado?

São elas (em ordem alfabética):

Basta digitar os nomes das empresas no Google que chegará até elas. Vale a mesma regra que falei acima para distribuidores. Pesquise!

Fatores que devem determinar sua escolha:

Dica importantíssima: não tente começar com muitos seguimentos ao mesmo tempo. Ex.: Varejo, Mercados, Pet Shop e Restaurantes.

Escolha um seguimento e foque nele. Minha recomendação: varejo, com um produto genérico, que se adapta a diversos seguimentos diferentes. A sua decisão sobre o seguimento escolhido como prioritário vai determinar a escolha do parceiro de software.

Recomendo, para começar, apenas um parceiro de software. Motivo simples: capacitação para venda e suporte técnico. Um Sistema você absorve rápido. Com 2, sendo capacitado ao mesmo tempo, você tende a confundir recursos que tem em um e que não tem no outro e vai acabar fazendo uma venda pouco qualificada. Venda mal feita, cliente cancela o contrato. Simples assim, entende?

Então fique muito bom em um sistema para depois começar a pensar em colocar um segundo na sua prateleira. E faça isso apenas se for realmente necessário.

Aliás, essa dica também vale para os distribuidores: por mais que eu tenha recomendado você ter dois parceiros para começar, procure centralizar o máximo de negócios em um no início.

Assim você fica bom no processo, entende como ele funciona e se “acostuma”. Sabe aquela máxima do Barato sai caro? Então, ela vale também para você na hora de trocar o parceiro por 5,00 de desconto em um monitor e ter que conviver com um novo processo que você não domina.

Seguindo esse passo a passo tenho certeza que você terá muito sucesso em seu início de jornada com automação comercial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.